introdução

Qual é o destino do ser humano? Qual é o sentido da vida?  O que é felicidade? Uma pessoa pode fazer a outra feliz? Ser feliz é possível ou existe apenas momentos felizes? É possível motivar outras pessoas?

Conhecer o  sentido da vida é condição essencial para se contextualizar adequadamente as informações e os fatos, para saber a influência de cada detalhe no todo (que é a vida) e, assim, poder fazer julgamentos e escolhas corretos e tomar decisões adequadas, especialmente quando se trata de questões relacionadas à felicidade, além do que, é uma necessidade do homem racional.

O desenvolvimento sustentado de uma pessoa, de uma instituição ou de um país só é possível quando há uma direção para a evolução que seja comum a todos os interessados e que se mantenha ao longo do tempo. Quando se navega sem direção, a comunicação é dfícil, o relacionamento é cheio de atritos e frequentemente se chega onde não se quer, o que resulta em perda de tempo, de esforço e de recursos. É por falta de autoconhecimento e de um direcionamento adequado que a humanidade caminha sem vontade e avança a passos de formiga. Adicionalmente, para evoluir com felicidade é preciso elucidar o que isto seja, sob pena de se obter o que não se quer.

A falta de um sentido para a vida é a causa de diversas "doenças da alma", que são objeto de tratamento por uma especialidade da psicologia: a Logoterapia, que é conhecida como a terceira Escola Vienense de Psicoterapia, sendo a Psicanálise Freudiana a primeira e a Psicologia Individual de Adler a segunda.

A teoria aqui desenvolvida não tem compromisso com qualquer corrente filosófica, religiosa ou terapêutica e tem o objetivo de, na medida do possível, ser aplicável ao cotidiano das pessoas e das instituições.

Bem-vindo ao mundo dos que se interessam por descobrir o quanto a pessoa pode fazer para ser feliz e o quanto pode facilitar para que os outros também o sejam!