doação

Nesta etapa mais avançada do processo evolutivo, o indivíduo tende a buscar o bem do próximo, o bem coletivo. Somente aquele que se doa evolui completamente. É a busca da felicidade plena.

A doação consiste em dar o que a outra pessoa realmente precisa, sob a ótica do doador, o que não é, necessariamente, o que ela quer. O doador tende a ser um facilitador para o próximo, no tocante à satisfação de necessidades que o doador considere importantes. A doação é um ato de amor e, portanto, o doador espera que o resultado dela seja bom para o outro.

O doador é preservacionista e busca o crescimento harmônico, a evolução sustentada e o bem coletivo, atitudes que garantem a sobrevivência da espécie humana a longo prazo.

O doador busca influenciar os outros através da benevolência, da sabedoria e do amor.

A pessoa doadora tende a ser extrospectiva, pois por estar focada na dimensão do Amar, sua atenção está voltada para as outras pessoas.

Paradoxalmente, quem se dá é quem mais ganha, pois quem ama (e se doa) satisfaz a necessidade mais importante para se atingir a felicidade, enquanto o outro apenas recebe afeto (ou outra ajuda do Ter), algo de menor importância, de efeito passageiro.

CONSCIÊNCIA